Medo da Samsung fez Nokia escolher Windows em vez de Android

Mais um capítulo do avanço da Microsoft para ocupar um “lugar ao Sol” no mercado de Smartphones. Veja uma declaração de Stephen Elop, ex-Nokia, agora vice-presidente executivo do grupo de dispositivos da Microsoft sobre o assunto.

São Paulo — Stephen Elop comandou a Nokia numa fase em que a empresa finlandesa perdeu a liderança do mercado, viu sua participação despencar e acabou sendo comprada pela Microsoft.

Mesmo assim, Elop defende sua gestão. Ele diz que a Nokia adotou o Windows Phone, em vez do Android, para não colidir com a Samsung; e revela que a marca Nokia vai sumir dos smartphones.

Elop agora é vice-presidente executivo do grupo de dispositivos da Microsoft, empresa onde já havia trabalhado antes de ir comandar a Nokia. Ele falou hoje numa seção de perguntas e respostas no próprio site da Nokia.

Essas foram suas primeiras declarações públicas após a finalização da compra da Nokia pela Microsoft, na última sexta-feira.

“A marca Nokia não vai ser usada por muito tempo nos smartphones. Estamos trabalhando na seleção de uma nova marca para o futuro”, disse ele.

Em vários momentos durante a conversa, Elop justificou decisões que tomou à frente da Nokia, como a de abandonar o sistema Symbian, que rodava nos smartphones da empresa quando ela era líder do mercado de celulares.

“Em 2010 e 2011, nós avaliamos com cuidado a situação das iniciativas da Nokia em sistemas operacionais. Infelizmente, não vimos uma maneira de levar o Symbian a um nível em que pudesse competir, por exemplo, contra o iPhone original, que havia sido lançado TRÊS anos antes!”, disse Elop (o “TRÊS” em maiúsculas é dele).

Em outro momento, Elop justificou (mais uma vez) a escolha do Windows Phone, em vez do Android, para equipar os smartphones da Nokia:

“Quando tomamos a decisão de focar o Windows Phone, em 2011, estávamos muito preocupados com o fato de que a adoção do Android nos colocaria em rota de colisão com a Samsung, que já havia se estabelecido como líder em Android.”

“Foi a decisão correta. Como vimos, praticamente todos os outros fabricantes (que adotaram o Android) foram jogados para o lado. Hoje usamos o Android para atacar uma oportunidade específica no mercado. Mas estamos tendo o cuidado de fazer isso de forma a beneficiar a Microsoft e a linha Lumia.”

Elop ainda falou sobre seus aplicativos móveis prediletos: ATIS, um app para pilotos de avião (sim, ele pilota); Uber, do serviço de táxi de luxo americano; e Track my Life, app que registra onde a pessoa está a cada momento.

O vídeo abaixo foi publicado na sexta-feira pela Microsoft para assinalar a concretização da compra da Nokia. A letra da música diz: “Eu não sou como todos os outros”.

No Comments Yet.

Leave a comment