Novo CEO da UPS planeja expansão em emergentes e serviços

Apesar dos dados econômicos menos animadores nos países emergentes, UPS continua mirando neles (ou em nós) na aposta de um crescimento importante nas sua operações mundiais. Vamos torcer por investimentos no Brasil.

O próximo presidente da United Parcel Service (UPS) disse nesta sexta-feira que a maior companhia de entrega de pacotes do mundo continuará a investir para construir capacidade em mercados emergentes e ampliar seus serviços, especialmente em saúde, seu segmento com maior crescimento atrás do comércio eletrônico.

O vice-presidente operacional David Abney, nomeado nesta sexta-feira para substituir o presidente-executivo Scott Davis no dia 1º de setembro, disse também que a companhia fará aquisições para construir sua capacidade no exterior, e não descartou grandes acordos.

A expansão em mercados emergentes “é nossa prioridade número um”, disse Abney em entrevista por telefone.

O comércio entre mercados emergentes está crescendo rapidamente e a UPS espera que eventualmente 95 por cento de seus consumidores sejam de fora dos Estados Unidos.

“Vamos continuar a focar em fazer estes investimentos (em mercados emergentes)”, disse Abney. “Crescer internacionalmente e diversificar nossa base de consumidores são muito importantes para nós”.

Mesmo enquanto constrói capacidade internacional, especialmente na Ásia e na América Latina, a receita de frete internacional da companhia têm permanecido estáveis em pouco mais de 12 bilhões de dólares desde 2011.

Os investimentos foram de cerca de 2 bilhões de dólares no ano passado.

No Comments Yet.

Leave a comment